Como subir de Elo – Rage

Olá, Invocador, eu sou o Heye e hoje nós vamos falar sobre Rage. O maior dos males.

 

Antes, um pequeno comunicado. Durante a última semana tivemos poucas publicações e o ritmo caiu porque eu estive doente. Agora já estou melhor e vamos voltar com força total. Vários Guias e Análises estão ficando prontas, então fica ligado que tem coisa boa vindo por aí!

 

Todo jogador já deu e já recebeu Rage em algum momento da vida. Basta algumas partidas para presenciar essa triste verdade. Os Campos da Justiça não são um lugar amigável na maioria das vezes.

No entanto, quando se trata de subir de Elo, o Rage tem um papel muito importante, e nós vamos falar dele agora. No decorrer desse texto você vai entender como você pode estar dando Rage e nem se dar conta disso.

Vamos lá!

O que é Rage?

Pergunta boba, né? Todo mundo sabe o que é Rage, certo? Errado.

Rage significa Raiva. É bem conhecido por representar momentos de explosão e xingamentos no chat. Pode ser qualquer tipo de ação, dentro ou fora do jogo que demonstre uma explosão de raiva. Jogadores se irritam muito por estar perdendo ou por jogadas erradas suas ou do time e, consequentemente, dão Rage.

Mas, é só isso? Não.

Muitos jogadores de bem, que entendem o quanto o Rage é negativo, evitam se estressar e dar Rage diretamente. Mas eles ainda estão presos ao modelo de pensamento errado, e se irritam, ainda que pouco, e se frustram com o resultado de suas partidas.

Nesses casos o Rage é ainda pior, porque é muito mais difícil de ser percebido pelo próprio jogador, e assim, reparar o erro.

São os dois tipos de Rage, ativo e passivo.

Rage Ativo e Rage Passivo

As pessoas normalmente se surpreendem ao serem confrontadas com isso. A existência de um tipo de Rage que afeta igualmente a maioria das partidas. Vamos falar mais deles.

O Rage ativo é o que você conhece. Temos bons exemplos:

E alguns mais famosos

Os vídeo são auto explicativos.

O Rage passivo, no entanto, é bem mais sutil, mas tenho certeza de que você vai entender do que se trata.

Imagine a seguinte situação. Seu top laner começa a perder as trocas, morre duas vezes seguidas, está sem feitiços e agora a desvantagem é demais para ele recuperar sozinho.

Ele morre uma terceira vez com um dive do jungle inimigo.

Então, de maneira genial e brilhante um dos outros 4 jogadores resolve dar uma conselho. “Renek, para de feedar.”

Pergunte a si mesmo por um momento. Quando você feeda, porque todo mundo feeda, até o Faker, você faz de propósito?

Faker 1/7 de Cassiopeia
Faker 1/7 de Cassiopeia

Falar isso para o top laner que não está indo bem, não vai ajudar. Ele já estava estressado e por não estar se saindo bem, se não for um cara muito cabeça fria, isso vai gerar uma discussão.

Normalmente a culpa cai no Jungle, nesses casos, mas isso é história pra outro dia.

Outros bons exemplos disso são frases como:

“Mid não mia”

“Jungle não Ganka”

“Suporte não acompanha”

“Suporte não warda”

Ou mesmo aqueles pings infinitos sobre alguém que fez uma jogada errada do seu ponto de vista.

Todas essas frases são frases que não vão acrescentar em nada o jogo de ninguém, são apenas uma crítica direta e desnecessária.

Perceba ainda que existe um padrão. Qualquer frase você for escrever e tiver um “não” nas 3 primeiras palavras, apague e reescreva sem ele. Vamos falar mais disso ali na frente e você vai entender a importância disso.

Quais as consequências do Rage?

Quanto ao Rage ativo, todas as vezes que algum jogador dá Rage, ele está jogando as chances que ainda tinha de vencer, no lixo.

Como eu falei no texto sobre Surrender, para vencer partidas que estamos atrás, precisamos estar muito concentrados, e dar Rage é a melhor forma de quebrar não só a sua concentração, do que a de toda a equipe.

E não apenas isso. Ao nos deixar levar pelas emoções, estamos abrindo mão de uma das coisas mais importantes do League of Legends, a razão. É como desligar o interruptor que te tirava do automático.

Já o Rage Passivo, tem dois caminhos diferentes que pode seguir. O primeiro é ser o precursor do Rage Ativo. Ou seja, estressar alguém do time a ponto dessa pessoa começar a dar Rage e assim acabar com todo o ambiente de equipe. O segundo, no entanto, é mais sutil.

Quando fazemos alguma comunicação negativa e isso afeta a pessoa que recebeu, ela entra em um estado mental que dificulta a tomada de decisões racionais. Ou melhor, otimistas. A pessoa, que já estava atrás, vai ficar mais estressada e se sentindo mais fraco no jogo do que realmente está.

Provavelmente aquele Renekton 0/3 do top, ainda que esteja muito atrás do outro top, consegue desequilibrar por completo uma team fight no bot e solar com alguma tranquilidade o ADC. Mas, ele não vai fazer isso, porque a capacidade de julgamento dele está afetada. Ele se sente atrás, vai jogar como se estivesse e isso vai favorecer os erros.

A falta de atitude e confiança é a um dos maiores problemas que podemos ter.

Vou contar uma história que aconteceu com um dos meus jogadores, que ilustra bem isso.

Entrei em um time e depois de um certo tempo, os jogadores começaram a subir de elo. O mid laner chegou ao desafiante, e quando estava começando a subir, com seus 200 pdl, jogou contra um pro player e não teve uma boa partida. Esse mesmo pro player deu rage nele.

Estar atrás somado ao rage fez com que ele criasse um trauma que demoramos um bom tempo para resolver. Ele achava que, por algum motivo, o que ele sabia fazer contra os outros jogadores, não funcionaria contra os pro players.

Esse mid laner, que era um jogador com estilo bem agressivo, se tornava um jogador estático na rota e perdia totalmente a confiança. Isso fazia com que ele jogasse em um nível extremamente abaixo do comum.

Até que eu coloquei ele para jogar sem o nick dos players e com chat desativado. Então um dia ele carregou um jogo contra o Minerva, Kami e Revolta no mesmo time e só percebeu na tela final.

Foi necessário mais um pouco de tempo para ele se acostumar e realmente ganhar confiança para jogar essas partidas, mas no fim tudo saiu bem.

Obviamente isso não vai acontecer na sua soloQ, ao menos não nesse nível. Mas, reclamar de um jogador faz ele entrar em um estado mental negativo, que afeta a tomada de decisão deles.

E esse é um dos grandes motivos pelo qual jogadores que são líderes são tão valorizados.

Seja um Líder

Quando o psicólogo Howard Gardner escreveu sua teoria das Inteligências Múltiplas, ele nomeou uma delas como Inteligência Interpessoal. A habilidade de lidar com pessoas.

Essa seria a inteligência de pessoas como Mahatma Gandhi, por exemplo. A capacidade de inspirar e motivar pessoas.

Essa inteligência é tão importante para League of Legends como também para qualquer outro esporte de equipe. É a necessidade de um líder, o que faz de um jogador o capitão de uma equipe.

Isso é tão relevante, porque as pessoas naturalmente se desmotivam, perdem o foco e ficam deprimidas com resultados negativos. A liderança é o que torna isso em combustível para continuar e seguir em frente.

Dentro do League, é ajudar e motivar uma jogador que teve um início de jogo ruim. Como muitas vezes vemos times profissionais deixando abates para jogadores que não estão bem no jogo, não só porque eles precisam se recuperar, mas para retirar parte do peso emocional que eles estão carregando pela partida ruim e, consequentemente, pela possível derrota da equipe.

O líder é a pessoa que vai ajudar a moldar o estado mental da equipe dentro do League. E você precisa ser um líder.

Nem todas pessoas nascem com essa habilidade. Eu não nasci, sempre fui introvertido e era péssimo em me comunicar com as pessoas. Mas, como toda inteligência, podemos desenvolver com treino.

É ter calma e paciência, tentar encontrar formas de melhorar o ambiente dentro das partidas e aprender a moldar a comunicação. Segue a mesma lógica de ficar resolvendo problemas de matemática até aprender uma matéria.

A nossa vantagem, no entanto, é que jogamos LoL por gosto, diferente de muita gente que estuda matemática.

E falando em comunicação, a principal forma de aprender a liderar e evitar o Rage, é começar moldando o modo como falamos. A construção das nossas frases pode ser suficiente para gerar um ambiente de desconforto mútuo e, quem sabe, Rage ativo.

Portanto, precisamos desenvolver uma comunicação construtiva.

Como moldar a comunicação?

Para fazermos uma comunicação construtiva, precisamos estar atento a 3 regras.

  • Ser claro e objetivo.
  • Não deixar o erro em evidência.
  • Focar na Solução e não no problema.

Imagine por um momento a comunicação entre o Bang, o Wolf e o Faker em um momento que o Mid do time inimigo gankou o bot e junto com o teleporte do top conseguiu abater a bot lane da SKT.

[1º caso] – Imagine o Wolf dizendo “Mid lixo, não acompanha, tô base.”. Soa estranho, né?

Ele jamais falaria isso. Primeiro porque ele não fala português. Segundo porque isso não condiz com a comunicação construtiva que precisa acontecer para um time de alto nível consertar seus erros e se adaptar durante as partidas.

[2º caso] – O que ele diria seria algo como. “Faker, precisamos parar a movimentação dele, você consegue manter pressão na lane se eu e o Blank pusermos wards avançadas? Agora temos a vantagem do TP e podemos forçar um 4×3 no mid se tivermos visão antecipada do jungle.” Em coreano, claro.

Apesar de “Mid lixo, não acompanha, tô base.” ser um exagero, “Mid não mia” serve igualmente para fazer essa análise.

No primeiro caso, “Mid não mia”, não acrescenta em nada. Tem total foco no problema e não na solução e deixa o erro em evidência.

Já no segundo caso, a comunicação é construtiva, tem total foco na solução e não evidencia o problema.

Fica a seu critério escolher qual das duas você acha melhor. Mas digo por experiência própria, essa comunicação faz toda a diferença. Já reprovei muitos jogadores em testes única e simplesmente por causa disso.

Se você quer evoluir, vai ter que aprender a trabalhar com os seus erros e com os erros dos outros. Como eu disse no texto sobre se permitir ser carregado, a humildade é necessária.

Conclusão

Todos nós já demos e recebemos rage, e não podemos evitar que ele aconteça, mas podemos tentar minimizar e ajudar nosso time e a comunidade como um todo a ter partidas mais saudáveis.

Quando um jogador dá ou recebe rage, seu rendimento cai. Isso é comprovado em números. Jogadores que são banidos por conta de rage, tem winrate que chega a mais de 10% abaixo da média.

O rage passivo é sutil, mas é também igualmente destrutivo, ele quebra o ritmo de pensamento do time e não apresenta nenhuma vantagem para o jogo. É preciso aliviar as pressões, não aumentar. Jogadores jogam melhor relaxados, então apresente soluções simples, não problemas, mesmo que seja só para confortar o jogador.

Se você realmente não quiser se comunicar assim, então não fale nada. É melhor ficar calado do que fazer uma comunicação negativa.

Bom, invocador, Rage é um assunto importante de ser trabalhado, ele quebra o rendimento de qualquer jogador e é muito chato.

Espero que tenha gostado do texto e que ele te traga dias mais saudáveis e agradáveis dentro dos Campos da Justiça, afinal, a ideia que jogar e subir de elo seja algo divertido.

No mais, um abraço!

Heye

Guilheme “Heye” Thompson é coach há mais de 2 anos e já trabalhou em equipes de todos os níveis. Depois de dar uma pausa na carreira, criou o Escola de Invocadores, onde administra e cria conteúdo para jogadores que queiram melhorar no Summuner’s Rift.

7 thoughts on “Como subir de Elo – Rage

    1. Pretendo sim! É que nem tudo tem como fazer em infográfico e eles dão muuuuuito trabalho, então tento escolher as publicações mais relevantes pra fazer em infográficos, mas com certeza vamos ter mais!

      Abraço!

    1. Vou agendar! Na aba de estratégias eu faço esse tipo de posts separadamente, mas posso fazer um geralzão. Obrigado pela dica!

      Abraço!

  1. Heye! faz um tópico sobre “jogar para se divertir ou jogar para ganhar?” e aproveitando
    qual a sua opinião?
    eu me divirto ganhando, mas sinceramente, acho que esta começando a não valer a pena pois só perco sahuau uma coisa é perder porque vc esta aprendendo aquele champ/lane mas perder mesmo sabendo é complicado shaasuh enfim, qual sua opiniao?

    1. Olha, as duas coisas são importantes. Eu costumava jogar muito para me divertir, principalmente antes de começar a subir de Elo.

      O que eu aprendi foi a separar as duas coisas. Hoje eu jogo as Rankeds sempre com o máximo de seriedade possível e quando quero brincar, jogo normal games com os amigos.

      E esse é um bom ponto. Esqueça a ideia de jogar para ganhar, jogue para aprender. Esse é um texto que está para ser escrito e vai sair daqui a alguns dias.

      Espero ter ajudado!

      Abraço!

      1. Ajudou, nunca tinha pensando em “jogar para aprender” ou era jogar para ganhar ou jogar para se divertir e como consequência aprender mas, aprender tbm pode divertir e consequentemente ganhar..

        Vlw

Comments are closed.